Offline
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
RS recebe alerta de risco “muito alto” para enchentes e deslizamentos nos próximos dias
11/05/2024 18:10 em Chuva

Alerta feito pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) é refenrente aos dias 11 e 13 de maio

O Rio Grande do Sul recebeu um alerta de risco “muito alto” neste sábado (11), para eventos geo-hidrológicos, que incluem ocorrências como enchentes e deslizamentos.

O alerta feito pelo Centro Nacional de Monitoramento e Alertas de Desastres Naturais (Cemaden) é refenrente aos dias 11 e 13 de maio.

“Considera-se MUITO ALTA a possibilidade de novas ocorrências hidrológicas nas mesorregiões Centro-Oriental, Centro-Ocidental, Nordeste, Sudeste e Sudoeste Rio-Grandense e Metropolitana de Porto Alegre, devido à previsão de chuva com possibilidade de altos acumulados para amanhã”, disse em nota.

Segundo o Cemaden, o aviso vale, principalmente, para a região centro-norte do estado, que “somada à permanência das inundações, aos níveis fluviométricos elevados em vários municípios e ao deslocamento das ondas de cheia, decorrentes dos acumulados de chuva dos últimos dias e das condições de saturação do solo, agravará a situação hidrológica de municípios localizados nessas mesorregiões”.

O comunicado destaca que as bacias hidrográficas do Rio Uruguai, Lago Guaíba, Jacuí, Taquari-Antas, Caí, Sinos, Gravataí e Camaquã encontram-se em situação crítica, podendo agravar ainda mais a condição de municípios nessas áreas.

Além disso, o boletim também alerta para o risco geológico, principalmente na Serra Gaúcha, onde há alta possibilidade de movimentos de massa, como deslizamentos de terra esparsos e quedas de barreira. O aumento da umidade do solo e os elevados acumulados de chuva registrados na última semana intensificam esse cenário.

O número de óbitos em decorrência das chuvas no Rio Grande do Sul aumentou para 136, segundo boletim divulgado pela Defesa Civil do estado na manhã deste sábado (11). São também 756 feridos e 125 desaparecidos nos 444 municípios afetados — quase 90% das cidades gaúchas.

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!