Offline
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
PUBLICIDADE
Saiba quem são as vítimas que morreram após micro-ônibus atropelar fiéis em procissão no Grande Recife
01/04/2024 19:44 em Policial

Acidente aconteceu na tarde do Domingo de Páscoa (31), na Avenida Barreto de Menezes, no bairro de Marcos Freire, em Jaboatão dos Guararapes.

Um micro-ônibus atropelou um grupo de fiéis que participavam de uma procissão no domingo de Páscoa (31), em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Ao menos cinco pessoas morreram e outras 29 ficaram feridas após o acidente, segundo a prefeitura da cidade. A morte da quinta vítima foi confirmada nesta segunda-feira (1º).

O atropelamento aconteceu no fim da tarde, na Avenida Barreto de Menezes, no bairro de Marcos Freire. O veículo, que fazia a linha 118 - Marcos Freire/Barra de Jangada, estava sem passageiros quando perdeu o controle do freio, atingindo os fiéis que passavam pelo local. O motorista prestou depoimento à Polícia Civil, que investiga o caso.

Na tarde desta segunda, parentes e moradores participaram de uma missa em memória das vítimas no local do acidente, celebrada pelo arcebispo de Olinda e Recife, dom Paulo Jackson. A TV Globo conversou com parentes de algumas delas.

Trabalhador autônomo, Edson tinha quatro filhos. Um deles, Everton Pereira Barbosa, disse à TV Globo que o pai costumava ir à missa aos domingos e participava de todos os eventos da paróquia de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, que organizou a procissão de Páscoa.

"Ele estava sempre trabalhando pela gente, não deixava faltar nada dentro de casa [...]. Todo domingo ele estava lá. Quando tinha essas comemorações, ele se esforçava, chegava cansado, mas ele ia. Ele gostava muito de exercer a fé", contou Everton.

Filho de Amauri, o tatuador Rafael Rodrigo de Lima estava tocando no trio elétrico que acompanhava a procissão e viu quando o micro-ônibus atropelou as vítimas.

"Quando a gente estava lá em cima, pediram para todo mundo ficar e o trio elétrico descer primeiro para ficar esperando caso tivesse algum problema de freio e não acontecesse nada disso. O trio elétrico desceu e a gente ficou aqui. Nos vídeos que estão circulando nas redes sociais, você vê nitidamente. A minha esposa é quem está cantando e grita: 'Meu Deus, meu Deus'", disse Rafael Rodrigo.

 

De acordo com Rodrigo, o veículo demorou a parar depois que derrapou na pista.

 

"Ele [o micro-ônibus] saiu, veio pela lateral da calçada, entrou na via pegando todo mundo que estava na procissão e veio passando por cima de [cada] pessoa. E ele só parou pela quantidade de pessoas que ficaram embaixo do ônibus", relatou o filho da vítima.

Segundo o tatuador, Amauri era muito religioso. "Meu pai foi uma das pessoas que mais defenderam a fé católica, às vezes até cegamente", afirmou Rafael Rodrigo.

Tereza Cristina Batista Silveira, de 65 anos

Em entrevista à TV Globo, a irmã de Tereza, Vera Lúcia Batista, disse que estava na procissão com ela e a sobrinha, que também foi atingida e está internada no Hospital da Restauração. Vera contou que conseguiu escapar por muito pouco.

 

"Todo mundo [estava] cantando, louvando ao Senhor. Quando eu olho para trás, o ônibus bateu no poste e veio arrastando o povo que estava na frente. Aí eu pulei. Quando eu pulei, negócio de um minuto, o carro passou arrastando, aquele terror. Todo mundo gritando", contou Vera.

 

Jéssica Kelly Mendonça dos Santos, de 22 anos

Até a última atualização desta reportagem, o g1 não conseguiu contato com parentes de Jéssica.

 

Edite Maria da Silva, de 51 anos

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!